IA influencia nossas vidas

A inteligência artificial influencia nossas vidas: como?

A inteligência artificial influencia nossas vidas de maneiras diferentes e controversas. As perspectivas utópicas e distópicas relativas à sofisticação tecnológica das inteligências artificiais são um convite para aprender a mover-se na complexidade. Conhecer as nuances para ter imagens realistas das possibilidades e discernir o que é verdadeiro do que é falso permite-nos ser melhores comunicadores e utilizadores de produtos e serviços.
18 setembro 2023

Como a inteligência artificial influencia nossas vidas? Como ele fez isso e poderia fazer isso no futuro?

As respostas mais espontâneas apontam para a automação, em todas as suas aplicações. Estamos a falar, por exemplo, de automatizar processos de produção de modo a deixar ao ser humano funções organizacionais, de gestão e criativas: essencialmente a função de programar e de iniciar o input. A máquina fará o processamento. Nenhum deles tecnicamente faz muito esforço. Ambos concentram tempo e energia para aproveitar ao máximo seu potencial. Aparentemente, os dois venceram.

Mas você sabe bem que nem sempre é assim, que nem todas as inteligências artificiais desempenham funções comparáveis ​​a um robô de chão.

A IA do robô de chão branco influencia nossas vidas

Conheça os meios e as pessoas para escolher como se comunicar e aproveitar

Quem trabalha no digital sabe o quanto aplicações de inteligência artificial têm um impacto, representam recursos, mas também ameaças potenciais. Para quem trabalha em marketing digital e com i redes sociais é importante saber o que move as pessoas em direção à inteligência artificial, como a utilizam, o que pensam sobre ela, como são influenciadas por ela e como gostariam que fosse a inteligência artificial. O que sonham, o que desejam, o que temem.

Precisamos saber quais são as necessidades práticas: as necessidades que surgem dos sonhos, desejos e medos. Conhecê-los desencadeia uma comunicação direta, que estabelece uma oferta de produtos e serviços da forma mais cómoda e cómoda possível para quem os pretende utilizar.

Para conseguir isso, e garantir que seja sustentável, é necessário conhecer as pessoas e os meios. A inteligência artificial influencia a vida das pessoas de muitas maneiras, porque tem diversas declinações que se aplicam em muitos contextos.

Quanto mais identificamos, mais analisamos, mais sabemos, mais cedo teremos uma ideia ampla. Antes que tudo passe rápido demais, parar para olhar a visão geral nos permite escolher o que comunicar e como fazê-lo.

E também escolher como aproveitar o que nos é oferecido.

Usos comuns mostram contradições: utopias e distopias

No uso comum, a IA está principalmente associada a tipos de chatbot ChatGpt, aos sofisticados motores de busca, aos processadores de informação textual, imagens, sons e vídeos, aos assistentes para falar, para activar funções, aos softwares de reprodução gráfica... e também às reproduções de vídeo e voz cada vez mais fiéis à realidade. Cada vez mais rápido.

A inteligência artificial influencia nossas vidas porque pode nos reproduzir

Na prática, é possível criar e divulgar fotos e vídeos incrivelmente realistas que mostram uma pessoa realizando qualquer tipo de ato em qualquer lugar. Ele pode ser obrigado a dizer qualquer coisa, potencialmente sem o seu conhecimento e sem que essa pessoa tenha a certeza de poder evitá-lo efetivamente. Isso porque ele pode não ter meios e porque o autor, se for um especialista, pode facilmente se perder.

Hoje fazemos principalmente memes e outros conteúdos humorísticos. No entanto, estamos a falar de tecnologias que podem ser utilizadas sem regulamentação e sem critérios generalizados e universalmente partilhados: uma ameaça potencial, especialmente porque estes meios estão a ser aperfeiçoados rapidamente.

A oportunidade de passar pela complexidade

Essas ameaças podem representar a oportunidade de melhorar os meios de controle e reconhecimento de conteúdos produzidos por outras inteligências artificiais, ampliando as competências e áreas de atuação de quem atua em segurança cibernética. O uso generalizado, imprudente e refinado da inteligência artificial para criar vídeos e fotos falsas também poderia ser um estímulo importante para as instituições: o desencadeamento de regulamentações e protocolos específicos... mesmo estes controversos. O que poderia levar a uma renovação das instituições através de escolhas cruciais, tanto para melhor como para pior, devido ao poder dos meios.

Existe o reconhecimento facial e digital que usamos nos smartphones. Existem sistemas para ler os movimentos de uma pessoa, até e além. Até ao ponto de processamento muito rápido de uma quantidade de dados pessoais que de outra forma seria incontrolável, estado de saúde física e mental, relacionamentos, rendimentos, ideias políticas, preferências, necessidades e desejos declarados. Isto poderia levar a utopias e distopias: imagine só.

rede de neurônios a inteligência artificial influencia nossas vidas assim

Estas contradições são um reflexo das infinitas possibilidades que o processamento automático exponencialmente mais rápido do que qualquer meio que já existiu pode proporcionar e da capacidade humana… que simultaneamente procura reproduzir.

Por um lado, uma ameaça, por outro, a oportunidade de aprender a complexidade típica das diversas declinações da inteligência artificial. Influencia as nossas vidas na medida em que estamos informados, conseguimos reconhecer como funciona e como pode ser aplicado.

Esta complexidade sempre nos preocupou porque o nosso cérebro funciona através de redes neurais que a inteligência artificial reproduz. A globalização económica, os meios de comunicação e transporte que existem hoje, colocam o mundo ao nosso alcance. A gente tem uma ideia do que acontece a partir do que é divulgado. Conhecer as possibilidades da inteligência artificial, especialmente as mais perturbadoras, convida-nos a questionar o que é verdadeiro e o que é artificial. Mesmo o que, até agora, parecia enraizado.

A oportunidade de passar pela complexidade pode nos fazer evoluir... ou perder.

Portanto, a inteligência artificial influencia nossas vidas de maneiras controversas

Assim, poderíamos viver em um mundo onde o trabalho exija menos esforço físico. Onde é menos perigoso. Onde poderíamos trabalhar sempre e com tranquilidade em casa ou em qualquer lugar do mundo que preferirmos. Ou deixe-nos levar para o trabalho em veículos eléctricos sem condutor. A automatização de processos poderá ter uma influência positiva no crescimento cultural das pessoas e nas suas condições de vida.

Mas talvez apenas em algumas partes do mundo. Pelo contrário, poderia levar ao cancelamento parcial de diversas capacidades cognitivas. Poderia levar a autocracias ao estilo de Orwell… ou a algum ponto intermédio que seja incerto e dinâmico.

Tentar compreender as controvérsias sobre como a inteligência artificial afeta nossas vidas, em última análise, nos ajuda a observar as nuances. Agarrá-los é essencial tanto para comunicar como para ouvir. Tanto para vender quanto para comprar.

comparatilhe
comparatilhe
agência web kilobit Logotipo de Turim

Nós Kilobit somos uma rede de profissionais com experiência em programação, marketing digital, criação de produtos multimídia e redação de conteúdos-chave SEO.

Disponibilizamos nossas décadas de experiência em diversos setores para um atendimento personalizado 360°. Temos as ferramentas certas para colocar o seu negócio no mercado e decolar web.

Tel. 0110268815
info@kilobit.it
Via Luigi Cibrario, 40 10144 TURIM

Talvez eles pudessem interessado também

Confie no nosso especialistas

A nossa cotação é sempre gratuita.

Dai un'occhiata al nostro pasta

Siga-nos no nosso redes sociais

Tags: